Estou com medo de te perder. Estou com medo da distância,
ela me machuca muito. Mesmo você estando presente ao meu lado, continuo
sozinho. Observei. Realmente você não está mais comigo, apenas lembranças. O
Passado está aqui. Chegou como o frio, congelou tudo ao redor. No meu ponto de
vista você jamais voltará. Perdeu-se no meio do caminho. Agora sei que a dor
corta igual navalha e sentimentos feridos são iguais a tortura. Sendo assim, o
ser magoado acumula o rancor… Gostaria de me ver livre desses argumentos.
Mas, tenho que passar. Tenho que enfrentá-los, para marcar assim minha vivência
nobre.

Tenta
voltar pra mim… Faz uma força! Não permita que a ingratidão ofusque seus
sentimentos, não permita que a vela da emoção se apagar, não se deixe enganar:
Eu ainda te amo!

Percebi
nestes anos que sua companhia é extremamente confortante, sua perfeição
nas palavras e no modo que falas, faz com que aconteça um memorial de ações no
meu interior. Quero-te apesar da dor. Quero-te apesar das minhas aflições
interiores. Quero-te como se faltasse o oxigênio. Preciso me encontrar em
ti de qualquer fora, pois estou perdido… Pois estou ferido.

Anúncios